Introdução

Estimular o uso eficiente e racional de energia elétrica e demais insumos é questão de sobrevivência para as empresas e para a sociedade em geral. Promover redução dos impactos ambientais como, por exemplo, emissão de gases CO2, gera redução de custos operacionais significativos, além da modernização das instalações.

O setor industrial, que responde por metade do consumo energia no Brasil, precisa se tornar mais competitivo para enfrentar a concorrência internacional. Na área de building, cerca de 80% dos estabelecimentos não são eficientes em consumo de energia.

O potencial de melhoria é muito grande em todos os setores. Projetos de eficiência podem custar 70% menos do que os investimentos em geração de energia. O foco dos projetos de eficiência energética da ENGEPOLI está concentrado em três pilares: consumo de energia, utilização e custos.

Benefícios dos projetos de eficiência

  • Redução do consumo de energia;
  • Redução de custos operacionais;
  • Aumento da competitividade no mercado;
  • Melhora da imagem da empresa pela contribuição
    com o meio ambiente e uso racional da energia;
  • Redução de impactos ambientais;
  • Modernização do parque instalado;
  • Aprendizado coletivo por parte da sociedade;
  • Aumento de segurança.

As fases de implantação

As fases de implantação de um projeto de eficiência energética são:

  • Diagnóstico e auditorias energéticas;
  • Levantamento de oportunidades;
  • Execução dos projetos;
  • Otimização de processos;
  • Implantação de sistema de gestão de energia.

Soluções

A ENGEPOLI auxilia os clientes a identificar oportunidades e implantar projetos que eliminam desperdícios e reduzem o consumo de energia com as seguintes soluções:

  • Motores;
  • Iluminação;
  • Climatização;
  • Cogeração;
  • Avaliação do sistema tarifário;
  • Análise da demanda, consumo
    e excedente de reativos;
  • Qualidade da energia.

Eficiência energética

Fechar Menu